Como ajudar animais abandonados

Publicado em 27/02/2018

Cães e gatos são os animais que mais “completam” os lares brasileiros. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil é o segundo país do mundo com a maior população de cães e gatos vivendo em domicílio.

Mas, infelizmente, há milhões de animais abandonados. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 30 milhões de animais vivem nas ruas de todo o Brasil. Destes, aproximadamente 20 milhões são cachorros e 10 milhões são gatos que vivem à mercê de doenças, maus-tratos e riscos inerentes a uma vida nas ruas. Uma triste realidade, mas somente o ser humano é capaz de ajudar a encontrar um lar seguro para esses animais, com carinho e cuidados dignos.

Não tem nada mais gratificante e prazeroso do que ajudar a salvar uma vida e você pode fazer isso! Para denúncia de maus-tratos, vá até a delegacia de polícia mais próxima, faça um boletim de ocorrência ou compareça à Promotoria de Justiça do Meio Ambiente. As denúncias podem ser feitas também no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) pelo telefone 0800-61-8080 ou pelo e-mail: linhaverde.sede@ibama.gov.br

Saiba o que fazer para amparar um animal de rua

1) Aproxime-se do animal com cuidado e deixe que ele se sinta seguro em sua companhia. Uma dica é estender a mão para que ele cheire. É importante que seja em local seguro, longe de carros. Se estiver em estrada, peça ajuda à Polícia Rodoviária, que costuma ter equipamentos para resgate. Mas cuidado ao tentar carregá-lo. O animal pode estar ferido.

2) A maioria das ONGs, abrigos e Centros de Controle de Zoonoses são superlotados e, por esse motivo, se possível, leve-o para a sua casa. Se não puder, busque um lar temporário enquanto não encontra um definitivo.

3) Não é necessário um espaço grande e alimentação perfeita quando o animal é tratado com carinho. De começo, é importante que o bichinho resgatado tenha um lugar para se proteger do frio e do calor. Improvise uma cama e faça comidas caseiras como arroz, frango desossado e legumes cozidos sem sal e sem óleo, caso não tenha condições de comprar ração.

4) Lembre-se: nem todo animal que está na rua foi abandonado. Desconfie daqueles que são, visivelmente, bem alimentados, treinados ou que estejam com coleira. Além disso, converse com vizinhos, procure em sites especializados (pea.org.br) e avise em comércios para ajudar a encontrar o dono.

5) Leve-o ao veterinário o mais rápido possível para que seja avaliada a necessidade de vacinas e vermífugos, além de descobrir o peso, a idade e o tamanho do animal. Garanta a sua saúde e a de seu novo amigo! STOCKVAULT

6) Utilize o seu perfil nas redes sociais para instigar a adoção do animal. Faça uma foto bonita e escreva as qualidades do bichinho (se é carinhoso, divertido, medroso, dentre outros), pois isso ajuda a criar um vínculo sentimental com seu futuro dono. E não se esqueça de deixar a publicação em modo público, pois assim pode ser compartilhada por seus amigos.

7) Não hesite em castrá-lo! A castração tem muitos benefícios e, por meio dela, você pode evitar futuros filhotes abandonados nas ruas e também minimizar a chance de doenças.

8) Caso não tenha verba para custear as despesas, faça uma rifa ou “vaquinha on-line”, peça ajuda aos seus amigos e parentes. Também é possível encontrar hospitais públicos veterinários e campanhas gratuitas de castração realizadas pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

9) É muito interessante se você puder levar o seu amigo a uma feira de adoção ou pedir ajuda a ONGs para encontrar um novo lar para o animal. Lembre-se de que ele deve estar vacinado, castrado e vermifugado.

10) Não doe o bichinho para qualquer pessoa. A responsabilidade de cuidar de um cachorro ou gato levará de 10 a 20 anos, além de não adiantar doá-lo a uma pessoa que não dê carinho e cuidado. Procure conhecer a rotina do possível adotante e faça um termo de responsabilidade pelo qual ele se comprometa a cuidar e a não abandonar o animal.

A revista Pet Em Foco é uma publicação da
Em Foco Mídia

A Revista Pet em Foco tem como objetivo debater e informar sobre os mais diversos assuntos voltados para os animais de estimação, com um foco maior nos cachorros.

  
Endereço: Rua Conselheiro Galvão, 68 - Jaraguá - Belo Horizonte - MG
Telefones: (31) 2552-2525/3441-2725/99998-8686
Email: pet@emfocomidia.com.br

Pet em Foco - Todos os Direitos Reservados - Desenvolvido por SITEFOX